O governo das Ilhas Baleares decidiu apostar na sustentabilidade e enfrentar na primeira pessoa as alterações climáticas, ao obrigar que a partir de 2030, todas as empresas de aluguer de veículos troquem a sua frota por uma que seja totalmente elétrica.

O objetivo é alcançar uma redução de 35% de emissões nocivas no ar. E como irá funcionar esta alteração? As empresas terão tempo até 2020 para preparar a sua frota e os seus negócios. A partir desse ano, serão obrigadas a incluir, por ano, mais 10% de veículos elétricos à sua frota, até chegarem aos 100% em 2030

Qual é o motivo destas normativas?

O Governo das Ilhas Baleares está a adaptar-se aos Acordos de Paris e à Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas, que determina que em 2050 todos os veículos e transporte rodoviário na União Europeia não poderão emitir dióxido de carbono.

As Baleares são uma das regiões que escolheram começar a aplicar estas normativas. O motivo é simples: o trânsito nas ilhas de Ibiza, Maiorca, Menorca e Formentera – sobretudo devido ao turismo – é, na maioria das vezes, provocado por carros e motas de aluguer a gasóleo ou a gasolina,  o que provoca um aumento exponencial da poluição e da qualidade do meio ambiente destes destinos.

As consequência destas acções serão positivas. Sem contaminação por dióxido de carbono, todos os cidadãos poderão desfrutar de um ar mais limpo, o que irá incrementar a saúde de todos, agora afetada pela poluição, com o desenvolvimento de doenças diretamente relacionadas com este problema.

Outras cidades de Espanha já apostaram na educação dos seus cidadãos para um estilo de vida mais sustentável. No caso de Barcelona, a partir do dia 1 de Dezembro será proibida a entrada ao centro da cidade aos carros mais contaminantes, nomeadamente os “carros velhos”.

 

Pin It on Pinterest

Share This